Meningo A+C

Vacina meningocócica A + C

Descrição

MENINGO A+C é uma vacina meningocócica, preparada a partir de polissacarídeos capsulares bacterianos purificados, não contendo nenhum componente viável. Ela é indicada como agente imunizante contra infecções meningocócicas causadas por Neisseria meningitidis dos grupos A e C, os quais são freqüentemente responsáveis por casos de meningite bacteriana. O índice de mortalidade causado por todos os sorogrupos de Neisseria meningitidis é de aproximadamente 10%, para as pessoas com meningite meningocócica e de 30% para as pessoas com meningococemia, a despeito do tratamento com antibióticos adequados. A bactéria Neisseria meningitidis é revestida com uma cápsula polissacarídica que a torna resistente ao ataque dos leucócitos. A vacina estimula a produção de anticorpos anticapsulares, promovendo uma imunidade ativa contra os dois sorogrupos da bactéria presente na vacina. MENINGO A+C é recomendada para crianças acima de 2 anos de idade e adultos com alto risco de desenvolver doença decorrente da infecção meningocócica, por estarem em áreas endêmicas ou durante epidemias. Pessoas que apresentam maior risco de desenvolver doença meningocócica, como as portadoras de asplenia funcional ou anatômica e outros estados associados à imunossupressão também são candidatas à vacina. A imunidade é adquirida cerca de 10 a 14 dias após a vacinação. Os níveis de anticorpos permanecem por cerca de 3 anos, em adultos e crianças em idade escolar. Em crianças menores (com menos de 4 anos de idade), a queda dos níveis de anticorpos pode ser mais rápido. A revacinação pode ser indicada para pessoas que estejam sob alto risco de contrair infecção meningocócica, particularmente crianças que tenham sido imunizadas antes do 4 anos de idade. Nestes caso, a revacinação deve ser efetuada 2 ou 3 anos após a primeira imunização.

Forma farmacêutica e apresentação

Pó liofilizado injetável. Cartucho contendo um frasco de uma dose e uma seringa com 0,5 ml de diluente.

USO PEDIÁTRICO E ADULTO

Composição completa:

Liofilizado

Polissacarídeo purificado liofilizado de Neisseria meningitidis do grupo A

50 µg

Polissacarídeo purificado liofilizado de Neisseria meningitidis do grupo C

50 µg

Lactose (excipiente)

q.s.p. liofilização

Diluente

Solução tampão isotônica

0,5 ml

Composição da solução isotônica

Cloreto de sódio

4,150 mg

Fosfato de sódio dibásico

0,065 mg

Fosfato de sódio monobásico

0,023 mg

Água para injeção

q.s.p. 0,5 ml

Após reconstituição, cada dose única contém 0,5 ml da vacina.

INFORMAÇÃO AO PACIENTE

Cuidados de conservação

A vacina MENINGO A+C deve ser armazenada e transportada entre +2ºC e +8ºC. Não deve ser colocada no congelador ou "freezer". O congelamento é estritamente contra-indicado.

Prazo de validade

Desde que mantida sob refrigeração, o prazo de validade da vacina MENINGO A+C é de 3 anos, a partir da data de fabricação. Verifique na embalagem externa a data de validade da vacina. Não utilize a vacina com prazo de validade vencido, pois ela pode não produzir os efeitos desejados.

Ação esperada

MENINGO A+C é uma vacina utilizada para prevenir infecções causadas por certos grupos da bactéria Neisseria meningitidis, responsável por doenças muito graves e que podem levar à morte, como a meningite meningocócica, que afeta o cérebro, e a meningococcemia (infecção generalizada no sangue). A vacina age estimulando o seu organismo a produzir sua própria proteção (anticorpos) contra a doença. O efeito da vacina aparece 10 e 14 dias após sua aplicação e dura por pelo menos 3 anos, em adultos e crianças em idade escolar. Em crianças com menos de 4 anos de idade, a duração do efeito protetor pode ser menor.

Uso na gravidez

A vacina meningocócica A+C pode ser usada durante gravidez quando existir um risco substancial de infecção. Informe ao seu médico se você está grávida ou planejando engravidar.

Uso na amamentação

Não foram documentados problemas associados ao uso da vacina meningocócica A+C na fase de amamentação. Assim, quando existir um risco substancial de infecção, a vacina pode ser usada neste período. Informe ao seu médico se você estiver amamentando.

Cuidados de administração

A vacina MENINGO A+C deve ser administrada por via subcutânea ou intramuscular. Não utilize a vacina por via intravascular ou intradérmica. Antes da aplicação, a vacina deve ser reconstituída, utilizando-se o diluente para dissolver o pó liofilizado, obtém-se assim uma solução incolor, límpida ou levemente opalescente. Após a reconstituição com o diluente, a vacina deve ser aplicada imediatamente. Geralmente, esta vacina é administrada uma única vez. Outras doses só são utilizadas em casos especiais, conforme orientação médica.

Efeitos colaterais

Como todo medicamento, MENINGO A+C pode provocar efeitos colaterais, dos quais alguns podem exigir atendimento médico.

Procure imediatamente atendimento médico caso ocorra alguma das seguintes manifestações: dificuldade em respirar ou engolir; erupção na pele e coceira; vermelhidão na pele; inchaço nos olhos, na face ou na parte interna do nariz, cansaço ou fraqueza repentinos e muito intensos (hipotensão). Outros efeitos colaterais menos graves e que tendem a desaparecer em 1 ou 2 dias podem ocorrer, como vermelhidão, aumento da sensibilidade e/ou dor no local da injeção. Também podem ocorrer, embora menos freqüentemente, calafrios, febre baixa e transitória, enduração no local da injeção, dor de cabeça, cansaço, fraqueza e mal-estar geral. Avise ao seu médico a ocorrência destas reações ou de quaisquer outros sintomas desagradáveis e não deixe de solicitar esclarecimento caso tenha qualquer dúvida.

Uso concomitante de outros medicamentos

Embora certos medicamentos não devam ser usados concomitantemente com vacinas, há casos onde os mesmos podem ser administrados simultaneamente, sem problemas. É importante que você informe ao seu médico se está tomando outros medicamentos, pois talvez ele tenha que alterar a prescrição ou orientá-lo sobre outras precauções.

Contra-indicações e precauções

Deve-se tomar cuidado na vacinação de mulheres grávidas. Entretanto, a vacina meningocócica A+C pode ser administrada quando há um risco epidêmico real.

Esta vacina somente protege contra meningites causadas por meningocos dos grupos A e C. Ela não protege contra outras meningites causadas por meningococos B, por Haemophilus influenzae, por Streptococus pneumoniae, etc.

Não vacinar crianças com menos de 2 anos de idade, exceto em situações epidêmicas. Algumas doenças podem afetar a utilização de MENINGO A+C. Avise ao seu médico se você estiver com alguma doença grave ou com febre, pois os sintomas da doença podem ser confundidos com possíveis efeitos colaterais da vacina.

Alergias

Informe ao seu médico se você já teve alguma reação alérgica à vacina meningocócica A+C ou a qualquer medicamento ou substância.

Crianças

Não se recomenda o uso de MENINGO A+C em crianças abaixo de 2 anos de idade, exceto em situações epidêmicas. Em crianças acima de 2 anos, a vacina não deve causar efeitos colaterais diferentes dos que ocorrem em adultos.

Idosos

Não foram realizados estudos específicos comparando o uso da vacina meningocócica A+C em idosos e em pacientes mais jovens. Contudo, não é provável que a vacina cause problemas ou efeitos colaterais, em idosos, diferentes dos que ocorreram em adultos jovens.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.

Indicações

Prevenção da meningite cérebro-espinhal dos grupos A e C. Esta vacina é recomendada para regiões endêmicas e a imunidade pós-vacinal permanece por 3 anos.

Contra-indicações

- Reação intensa de hipersensibilidade, após injeção prévia da vacina MENINGO A+C

- Estado febril e doença infecciosa aguda, uma vez que os sintomas da doença podem ser confundidos com eventuais efeitos colaterais da vacina.

- Doenças em evolução (aguda ou crônica).

Precauções

Deve-se tomar cuidado na vacinação de mulheres grávidas. Entretanto, MENINGO A+C pode ser administrada quando há um risco epidêmico real. MENINGO A+C protege contra a meningite causada somente por meningococos dos grupos A e C. Esta vacina não protege contra outras meningites purulentas causadas por meningococos do grupo B, por Haemophilus influenzae, por Streptococcus pneumoniae, etc.

Uso pediátrico

Não se recomenda a imunização com MENINGO A+C em crianças abaixo de 2 anos de idade, uma vez que esta faixa etária pode não apresentar resposta adequada aos antígenos da vacina e os níveis de anticorpos estimulados podem não ser persistentes. Contudo, caso tenha havido contato com pessoas portadoras de meningite tipo A, é possível vacinar lactentes a partir de 3 meses de idade.

Não há outras limitações ao emprego de MENINGO A+C em crianças acima de 2 anos.

Uso geriátrico

Não há estudos bem controlados em pacientes idosos, avaliando a reação entre idade e efeito da vacina meningocócica A+C. Contudo, não é provável a ocorrência de problemas ou efeitos colaterais, nesta faixa etária, diferentes dos que ocorrem em adultos jovens, nem há situações específicas dos pacientes geriátricos que limitem o emprego da vacina.

Uso na gravidez e lactação

Não foram realizados estudos investigando o efeito de MENINGO A+C sobre a gravidez, tanto em animais quanto em humanos. Entretanto, a vacina não é formalmente contra-indicada durante a gravidez e lactação e pode ser realizada em caso de risco substancial de infecção.

Interações medicamentosas

O tratamento com imunossupressores ou radioterapia pode reduzir ou anular a resposta imune de MENINGO A+C. Este fenômeno não se aplica a corticosteróides utilizados na terapêutica de reposição, em tratamentos sistêmicos de curto prazo (menos de 2 semanas) ou por outras vias de administração que não causem imunossupressão. MENINGO A+C pode ser administrada simultaneamente, utilizando-se diferentes sítios de aplicação, às vacinas contra difteria, tétano e coqueluche, vacinas de vírus atenuados (sarampo, caxumba, rubéola e poliomielite), vacinas polisacarídicas, como a vacina pneumocócica e as vacinas conjugadas contra Haemophilus influenzae tipo b; vacina contra a gripe e vacinas recombinantes contra a hepatite B.

Reações adversas

Eritema, aumento da sensibilidade, e/ou dor no local da injeção, que tendem a desaparecer em aproximadamente 24-48 horas, foram relatados mais freqüentemente. Também foram relatadas, com incidência menos freqüente, astenia, febre baixa e transitória, cefaléia, calafrios, mal-estar e enduração no local da injeção. A ocorrência de reação anafilática e de febre acima de 38,3ºC é rara.

Posologia

A administração da vacina deve ser feita por via subcutânea ou intramuscular. Não utilize a vacina por via intravascular ou intradérmica. A vacina apresenta-se na forma liofilizada e após a reconstituição obtém-se uma solução incolor, límpida ou levemente opalescente. A vacina reconstituída deve ser usada imediatamente. A vacinação consiste de uma única injeção, que deve ser administrada após os 2 anos de idade

Superdosagem

Não documentada.

PASTEUR MÉRIEUX CONNAUGHT
Rua do Rócio, 351 – 10º andar CEP 04552-905
SÃO PAULO – SP
Fone: 0XX-11-3048-0420
Fax: 0XX-11-820-4140
Email: pasteur@curumin.dginet.com.br

Volta